Em estado terminal, astro de O Rei do Gado implorou: “Não aguento mais sofrer”
21/11/2023

PUBLICIDADE

O locutor Asa Branca teve uma participação de destaque em O Rei do Gado no ano de 1996, conquistando grande sucesso em sua carreira e acumulando riquezas rapidamente. Infelizmente, ele faleceu em 2020 após enfrentar uma dolorosa batalha.

Devido a uma vida repleta de intensas noitadas, festas e relacionamentos, o artista acabou gastando todo o seu patrimônio e contraiu o vírus HIV em 2007. Há três anos, Waldemar Ruy dos Santos, conhecido como Asa Branca, sucumbiu a um câncer terminal na mandíbula.

“Confesso que gastei tudo na vida noturna, entre bebidas, drogas, viagens de jato e festas”, revelou à Revista Quem pouco antes de seu falecimento.

PUBLICIDADE

Em 25 de janeiro de 2020, Asa Branca foi hospitalizado devido a complicações causadas pelo câncer. A morfina, que estava sendo utilizada para controlar a dor, não estava mais sendo eficaz, resultando em desconforto intenso devido à disseminação dos tumores para a garganta e coluna.

Devido ao estágio terminal da doença, o renomado indivíduo não conseguia mais se alimentar, nem mesmo através de uma sonda, e perdeu a capacidade de reconhecer seus entes queridos e amigos.

No dia 4 de fevereiro do mesmo ano, a família emitiu um comunicado à imprensa informando sobre o falecimento do artista.

Conforme relatado por Sandra dos Santos, esposa de Asa Branca (conforme mostra a foto acima com o artista), ele expressava o desejo de partir devido à sua saúde extremamente debilitada.

PUBLICIDADE

Sandra revelou que a médica havia dito: “Talvez ele consiga passar o Natal em casa, caso a infecção diminua. Na minha avaliação, ele tem aproximadamente mais um mês de vida”. Durante uma entrevista à RedeTV!, ela acrescentou: “Ele não aguenta mais, ele mesmo implora a Deus: ‘Alivia meu sofrimento, não consigo suportar mais essa dor’”.

Mesmo tendo se tornado um locutor profissional, o trabalho não era o primeiro desejo de Asa Branca. Inicialmente, seu sonho era ser peão, mas esse objetivo foi interrompido quando ele sofreu uma queda de um touro e teve seu pulmão perfurado.

Após esse incidente, Asa Branca, que perdeu seus pais aos 15 anos e ficou órfão, decidiu mudar ilegalmente para os Estados Unidos, onde acabou descobrindo o mundo da locução. Durante sua estadia lá, adquiriu conhecimentos nessa área e trouxe de volta ao Brasil um microfone sem fio, iniciando assim sua carreira com base no aprendizado obtido durante sua viagem.

PUBLICIDADE

Além de sua participação em O Rei do Gado, Asa Branca também teve destaque em outra produção de grande sucesso global, a novela Mulheres de Areia, que foi ao ar em 1993.

Asa Branca, retratado na imagem acima ao lado de Sérgio Reis, recebeu o primeiro diagnóstico de câncer em 2017, porém, infelizmente, a doença já estava em estágio avançado. O renomado artista foi diagnosticado com um tumor maligno na região da orofaringe, localizado na parte posterior da boca, abrangendo a língua, as amígdalas e as áreas laterais e posteriores da garganta.

Falecido aos 57 anos, Asa Branca deixou para trás cinco filhos, cada um proveniente de relacionamentos diferentes. Desde 2008, ele compartilhava a vida com sua atual esposa, que também era soropositiva. Foi nesse período que ele começou a buscar uma mudança em seu estilo de vida, mas infelizmente foi tarde demais.

PUBLICIDADE

“Arrependo-me do abuso de bebidas e drogas. Gastei todos os meus recursos em noites regadas a álcool, substâncias ilícitas, viagens de jato, helicópteros e festas. Após contrair o vírus do HIV, decidi abandonar as festividades e adotar uma vida mais controlada. Atualmente, vivo de forma completamente diferente”, declarou ele em uma entrevista concedida em 2018

PUBLICIDADE

AD
Artigo